home sobre termos legais  
 

 

A madeira é tradicionalmente o componente principal de um instrumento de cordas.

O tipo de madeira utilizada na construção do intrumento, e a sua conjugação, podem ditar um instrumento com tom grave e quente, um timbre claro e brilhante ou uma sonoridade balanceada e musical. São conhecidas em inglês como tonewoods as madeiras que são utilizadas na construção de instrumentos musicais.

 

Abaixo apresentamos algumas das madeiras popularmente utilizadas na construção de instrumentos de corda elétricos e acústicos, as suas características gerais, como podem influenciar o timbre dos instrumentos e como são habitualmente utilizadas.

Abeto - (Sitka Spruce)
Usada normalmente para tampos de guitarras acústicas e clássicas. Leve mas muito flexível e resistente.

        

Ácer (Maple)
O ácer é das madeiras mais amplamente utilizadas na construção de instrumentos de corda.

De timbre médio ao brilhante é muito resistente. Pode ser de variedades muito duras e densas (normalmente usado para os braços dos instrumentos), ou menos densas, macias e mais flexíveis. O ácer tem muitas variedades com linhas da madeira pouco usuais e de efeito decorativo. Flame maple, Quilted Maple, Spalted Maple, Birdseye Maple ou Burl Maple são habitualmente usados para tampos de instrumentos eléctricos com acabamento natural ou semi-transparente para realçar os veios da madeira.

Acácia Koa (Koa)
Madeira densa com timbre quente, semelhante ao mogno mas mais brilhante. Muito utilizada para corpos de baixos elétricos.

Bétula (Alder)
Muito usado em corpos de instrumentos de corpo sólido por ser uma madeira leve. Som cheio e equilibrado. Visualmente apresenta textura uniforme com poucos veios.

Bubinga
Madeira muito forte e rija. Muito usada para braços de baixos elétricos. Quando usada para corpos o resultado é um instrumento muito pesado mas com um sustain interminável.

Cedro
Usada trandicionalmente em tampos de guitarras clássicas  e flat tops. Com caracteristicas semelhantes ao abeto mas menos densa e com um timbre mais quente.

 

Choupo (Poplar)
Características e timbre semelhante à bétula. Madeira pouco porosa. Apresenta uma cor esverdeada ou acinzentada sendo usada, por este motivo, em instrumentos com acabamento de cor sólida.

Ébano (Ebony)
De cor muito escura e textura muito uniforme. Madeira dura e resistente. Muito usada para escalas de instrumentos.

Freixo (Ash)
Pode ser muito densa e pesada, de tom brilhante e grande sustain. Outra variedade (swamp ash) é mais leve e apresenta um padrão de veios mais marcado e distinto. Uma madeira muito musical com um equilíbrio perfeito entre graves e agudos.

Gonçalo-alves, Aroeira

(Zebrawood)
Uma madeira visualmente muito distinta com elevado contraste entre os veios da madeira. Muito densa e pesada. Usada para tampos pelo efeito decorativo. Quando usada com madeira principal do corpo apresenta um timbre muito semelhante ao ácer.

Korina
Madeira africana muito suave ao toque. Timbre semelhante ao mogno com mais médios. Muito boa para instrumentos hollow body ou com câmaras de ressonância. Pode ser clara, de tom amarelado e mais uniforme, ou escura com veios da madeira mais marcados e de maior contraste.

 

Mogno (Mahogany)
Madeira de poro fino, pesada e com amplas características musicais. As variedades mais utilizadas apresentam um som cheio e quente e com bom sustain. Algumas variedades mais densas podem ser mais brilhantes no timbre. A madeira de eleição de guitarras Gibson® para corpos e braços de instrumentos elétricos.

Nogueira (Walnut)
Madeira pesada e com veios muito distintos. Cor escura e timbre quente com características semelhantes ao ácer, sem ser tão brilhante.

Pau-Ferro
Madeira muito pouco porosa com características semelhantes ao pau-rosa mas mais resistente. Apresenta tons castanho-escuro com grande contraste entre os veios da madeira. Tradicionalmente usada para escalas de instrumentos.

Pau-rosa (Rosewood)
A madeira mais popular para escalas de instrumentos elétricos e acústicos. Veios marcados com timbre quente. Usada com frequência em braços em ácer para contrabalançar o seu timbre mais agudo.

 

 

Tília (Basswood)
Madeira leve para instrumentos de corpo sólido. Timbre quente com médios muito definidos. É uma madeira suave e mais susceptível de mossas e riscos. É normalmente usada com acabamentos de cor sólida.

Wenge
Madeira pesada com veios que alternam entre o preto e o castanho-escuro. Timbre equilibrado com médios definidos e muito musical.

 

 

Adaptado de: www.woolsonsoundcraft.com e www.warmoth.com Fotos: www.wood-database.com

 

 

 

Novidades
Serviços
Aulas

Promoções

Usados

LiveStage

Downloads
Contactos
Ligações

Copyright © LIVE Music
Instrumentos Musicais do Sul,Lda

Avenida 5 de Outubro nº 68 B, 8000-076 Faro


tel/fax: 289 812396
e-mail: live@livemusic.pt

 

 

 

 

Webdesign: Helder Rodrigues